Seja bem-vindo ao Simple Plan Brasil! Nós somos um site brasileiro sobre o Simple Plan com objetivo de difundir notícias, vídeos e conteúdos da banda. Este site é feito de fãs para fãs, ainda sem vínculos com integrantes da banda, mas temos apoio da Warner Music Brasil [+]

32.jpg
31.jpg
30.jpg
17.jpg
18.jpg
29.jpg

Últimas Imagens

Show em São Paulo é marcado pelo carisma da banda

O Simple Plan se apresentou no Citibank Hall da cidade de São Paulo no dia 07 de dezembro com a Taking One For The Team Tour e a Laís Ribeiro do site Tenho Mais Discos Que Amigos que estava lá publicou uma review incrível contando todos os detalhes da noite, não deixando de ressaltar todo o carisma dos caras durante todo o show com os fãs. Veja abaixo:

Sem atração de abertura, o esquenta ficou por conta de um DJ que fez todo mundo voltar para o começo dos anos 2000 ao som de hits de Avril Lavigne, Paramore, Panic! At The Disco, Linkin Park, entre outros. E, quando o DJ se retirou e a casa assumiu o som colocando Anitta e alguns sertanejos, o público se mostrou eclético e cantou junto.

Pierre Bouvier (vocal), Sebastien Lefebvre (guitarra e backing vocal), Jeff Stinco (guitarra) e Chuck Comeau (bateria) foram recepcionados com muito barulho por um Citibank Hall lotado. Sem o baixista David Desrosiers, que não veio para a tour na América do Sul, a banda deu início à sua apresentação com Opinion Overload e Jet Lag.

“Muito obrigado, São Paulo!”, agradeceu Pierre, em português. Com tantas vindas ao Brasil, a banda já aprendeu algumas coisas do nosso idioma e passou o show todo mostrando isso.

Para a próxima música, o vocalista convocou todo mundo para pular com Jump, que tirou, literalmente, todo mundo do chão. Certamente sempre rende um dos momentos mais divertidos do show e ainda inclui um trecho de I Gotta Feeling, do Black Eyed Peas.

Também em português, Pierre mandou um “como vai vocês?”. O carisma do vocalista é enorme e durante toda a apresentação ele fazia questão de agradecer e demonstrar carinho pelos fãs. Ele ainda falou sobre a volta da banda ao Brasil e mencionou a ausência de David: “ele está presente em espírito”.

I’d Do Anything, faixa que abre o primeiro disco do Simple Plan, veio seguida de Boom! e Welcome To My Life. Intercalando faixas de todas as fases de sua carreira, a banda seguiu a todo gás no palco, enquanto o público cantava letra por letra a uma só voz. Além de Pierre, Seb e Jeff também se movimentavam constantemente de um lado a outro do palco, ficando o mais perto dos fãs possível.

Addicted foi outro momento de destaque da noite, não só por ser um hit antigo que todos adoram, mas também porque a parte que seria cantada por Desrosiers ficou a cargo dos fãs e rendeu outro momento marcante. Após Your Love Is A Lie, Pierre descreveu o momento como “demais” e perguntou se as pessoas estavam se divertindo. Em mais uma declaração de amor para os fãs, o vocalista anunciou Perfectly Perfect, que teve seu clipe lançado há poucos dias.

Fomos então convidados a fazer parte da festa do Simple Plan. Ao som de Uptown Funk, do Bruno Mars, e Can’t Feel My Face, do The Weeknd, todos dançaram e cantaram junto. Entre Can’t Keep My Hands Off You e Farewell, mais palavras soltas em português, como “caipirinha” e “garotas”.

Depois de Pierre mencionar o frio do Canadá e o calor e as praias lindas do Brasil, a banda deu início a Summer Paradise, que contou com bolas de praia jogadas na galera da pista. Diversão entre o público e no palco. Era visível o quanto os integrantes também estavam curtindo tudo aquilo.

Durante Crazy, o vocalista chegou a descer e ir até o pessoal da grade, para loucura geral de quem estava perto e ainda conseguiu cumprimentá-lo. De volta ao palco, o frontman fez um discurso sobre a banda estar a tanto tempo junta, com a mesma formação, e sobre os fãs serem a razão daquilo tudo. A próxima música foi I’m Just A Kid e coro do público foi bonito de ver.

O grupo se retirou e voltou alguns minutos depois para o bis. Chuck foi até a frente do palco carregando uma bandeira do Brasil e, em seguida, a banda tocou Shut Up e Perfect World. Sabendo que o show caminhava para o final, Seb disse que não queria ir embora. “É o maior show da América do Sul’, afirmou Bouvier.

Para encerrar num clima intimista, Untitled e Perfect, que contou com celulares dos fãs iluminando a casa. A plateia cantava tão alto que encobria a voz do vocalista. Foi um belo final de show! “Nós somos o Simple Plan e nós amamos muito vocês!”, se despediram, deixando os fãs para lá de satisfeitos com a apresentação.

Alguns foram pela nostalgia de voltar a ser adolescentes como na época em que a banda começou. Muitos foram porque ainda acompanham de perto o trabalho do grupo. Alguns estavam ali pela primeira vez, outros já haviam visto vários shows. O fato em comum é que com certeza a noite valeu muito a pena para todos.

E em nossa galeria você pode ver mais algumas fotos do show, tiradas pelo fotógrafo do site TMDQA, Gui Caielli:

77

    Foi incrível!
    Esperei 11 anos para assistir esse show e valeu a pena demais, voltei a ser adolescente. A energia deles é boa demais, que noite! Mal posso esperar por uma próxima vinda <3


© 2005 - 2017 - Alguns direitos reservados | Desenvolvido por Kézily Correa