Seja bem-vindo ao Simple Plan Brasil! Nós somos um site brasileiro sobre o Simple Plan com objetivo de difundir notícias, vídeos e conteúdos da banda. Este site é feito de fãs para fãs, ainda sem vínculos com integrantes da banda, mas temos apoio da Warner Music Brasil [+]

01.jpg
25024628_340814736326737_5352961553689739264_n.jpg
16.JPG
14.jpg
15.JPG
26066391_1990472571221959_8557024409389367296_n.jpg

Últimas Imagens

SP fala sobre música, shows e novo álbum ao SP Crew Japan

Em entrevista ao SP Crew Japan, realizada no mês de outubro, durante a última passagem do Simple Plan pelo Japão, a banda falou sobre o processo de produção do novo álbum, sobre música e shows no Japão. Confira abaixo os vídeos da entrevista e a tradução completa feita pela nossa equipe:

Entrevistadora: Obrigada por concederem o tempo de vocês para esta entrevista.
Seb: É um prazer.

Entrevistadora: Como está sendo a turnê?
Seb: Está ótima. A gente sempre se diverte aqui. Os shows são ótimos e a gente têm comido muitas coisas deliciosas, temos encontrados nossos fãs e eles são muito legais. Então, estamos nos divertindo muito.
Chuck: O dia está lindo hoje.
Seb: Muito bonito. O tempo está ficando bom porque estava chovendo muito desde que chegamos aqui.
Jeff: O legal é que a primeira vez que tivemos sucesso em nossa carreira foi aqui, no Japão. Foi com um dos nossos primeiros CDs. E quando chegamos aqui, recém havíamos lançado o nosso primeiro álbum, No Pads, No Helments… Just Balls e voltar aqui para comemorarmos o 15º aniversário de lançamento é muito legal. Voltar as origens e celebrar aqui é um evento importante nas nossas vidas, algo que mudou elas bastante. E acho que influenciou muita gente, foi importante para muita gente.

Entrevistadora: Vocês foram a algum lugar novo? Algum lugar que vocês nunca tinham ido ainda?
Seb: Eu fui ao Owl Café hoje de manhã
Pierre: Owl Cafe!
Chuck: Pois é, ficamos com inveja!
Seb: Mas não tinha café. Eu queria um pouco de café e não tinha nada.
Pierre: Só corujas!
Seb: Sim, só corujas, muitas delas!
Jeff: O que eu fiz de novo foi me perder em Chibuia, eu estava caminhando e de repente, “Onde estou”? E eu tentei não usar o Google Maps e encontrar o meu caminho e eu tinha alguma noção de que eu poderia me achar sozinho. E acho que isso é que é legal, tipo, ter uma sensação sobre algum lugar. Agora eu sei para onde ir e como chegar lá. E teve alguns lugares que fomos que foram espetaculares. Há um restaurante muito legal e que nós gostaríamos de ir até lá de novo. Vocês lembram quando comemos aqueles camarões? Foi em Tóquio, né? O Tempura Place.
Todos: Sim, claro lembramos, gostamos de lá.
Chuck: Eu quero voltar lá.
Seb: Mas deixou nossas roupas fedendo o dia todo.
Pierre: Bem fedorentas.

Entrevistadora: Vou fazer uma pergunta feita pelos fãs, ok?
Todos: Ok.

Entrevistadora: O que vocês eram há 15 anos atrás? O que mudou e o que continuou o mesmo?
Pierre: Apenas o cabelo que nunca muda. Todo o dia é a mesma coisa. É impressionante.
Seb: Os cabelos do meu peitoral estão maiores do que eram.
Pierre: E todos nós temos filhos agora. É uma mudança e tanto. O que é ótimo, fantástico. O que torna um pouco difícil sair em turnê mas pra nós, como banda, conseguimos permanecer os mesmos e acho que talvez o nosso nível de maturidade tenha mudado, nos tornamos mais responsáveis quando saímos em turnê, eu não vou à festas com tanta frequência, e percebemos que para o bem da banda e para o bem da minha voz é melhor ser um pouco reservado.
Jeff: E definitivamente não há muitas festas ultimamente.
Pierre: Pois é
Jeff: Quando chegamos ao Japão pela primeira vez, o nível de festas era o máximo, agora eu diria que caiu pela metade. Mas hoje à noite eu acho que vai ser uma noite ótima. Temos o dia de folga amanhã e hoje tocamos em Tóquio e há um pouco de perigo em relação a isso.

Entrevistadora: Quais são as suas músicas favoritas? E por quê?
Pierre: Nossas músicas ou qualquer outro?
Entrevistadora: de vocês
Seb: Ah, não os nossos.
Entrevistadora: Isso, não o de vocês.
Jeff: vamos falar um de cada.
Pierre: Ok. Eu gosto dos Wheeler Walker Jr., Sit on My Face.
Seb: Essa música é ótima.
Jeff: Meu Deus!
Seb: Eu gosto da música I am Free, da Becky.
Seb para o Pierre: Essa também é sua música favorita.
Pierre: Sim, mas eu ainda prefiro Wheeler Walker Jr., Siton My Face.
Jeff: Eu iria dizer Mexican Fender do Weezer, amo essa música.
Chuck: Eu escutei uma músicas esses dias, se chama Young, Dumb and Broke, do Khalid. Saiu agora.

Entrevistadora: Ok, próxima pergunta. Vocês são famosos mundialmente agora.
Seb: Sim!
Entrevistadora: Então, qual o próximo passo de vocês ou sonho?
Pierre: Talvez relaxar um pouco. Somos muito populares.
Jeff: Nós ainda temos algumas músicas para fazer e acho que estamos todos nervosos e felizes ao mesmo tempo em fazer um novo álbum. E ao longo dos anos percebemos que é importante levar menos tempo entre um álbum e outro e isso é desafiador porque ao mesmo tempo em que não queremos fazer coisas iguais, ainda queremos crescer e seguir em frente e o desafio sempre foi fazer a música certa tanto quanto a parte da escrita e a parte do estúdio e depois finalizar o álbum em um período de tempo razoável. Então é um desafio enorme e ao mesmo tempo é legal e estressante porque não queremos desapontar os nossos fãs. Então é isso que estamos procurando fazer, compor músicas novas e lançá-las e sentimos que ainda temos algumas coisas para mudar, e pensamos que o Simple Plan ainda pode fazer ótimas coisas e crescer ao mesmo tempo. A nossa ambição é continuar e meio que retribuir tudo aquilo que construímos ao longo dos anos, não desapontar nossos fãs, seguir em frente e ao mesmo tempo crescer como pessoas e como músicos.
Entrevistadora: Essa é a 24º vez de vocês
Seb: 24º?
Pierre: 21º eu acho

Entrevistadora: Qual é a parte mais marcante n nos shows do Japão?
Pierre: Cantar, mas não é verdade, aliás, cantar é ótimo, mas o silêncio entre as músicas é algo que você não vê em nenhum outro lugar.
Seb: É verdade
Pierre: Ontem à noite, durante o show eu pedi silêncio sem usar o microfone e eles ouviram e ficaram quietos. É meio intimidador porque percebo que eles realmente estão me ouvindo e não só curtindo o show. Mas é legal, é engraçado perceber que quando você toca aqui, todos estão completamente concentrados. Realmente prestando atenção e não apenas conversando com os amigos, mas te olham mesmo, tipo, me divirta.
Jeff: É um senso de respeito incrível. E eu vou parecer um fã maluco, mas, a gente cantou com outra banda aqui, durante um show, em Pamscreen alguns anos atrás e foi muito legal, ele cantou uma de nossas músicas, Can’t Keep My Hands Off You e a gente acabou cantando com ele, tipo, ele virou completamente outra pessoa, ele estava nervoso antes de subir ao palco e tocar com a gente, foi muito legal e momentos assim são muito surreais. E você tem que ser fã de música e uma pessoa que você tem muito respeito contribui com você é fenomenal, mas ao mesmo tempo, “Estou sonhando?”

Entrevistadora: Qual a música favorita do primeiro álbum de vocês?
Pierre: Acho que pra mim é The Worst Day Ever, incrível. Eu realmente gosto. Ótima música.
Seb: Eu gosto de I’d do Anything, tipo, nova fase, tudo novo.
Jeff: Eu meio que enjoei de I’m Just A Kid por algum tempo e agora acho que é uma música incrível. Ótima melodia e adoro ver as pessoas sorrindo e pulando na minha frente ao ouvir essa música. Então eu não consigo acreditar que eu fui um pouco esnobe em relação aquela música.
Chuck: Para mim, eu gosto da One Day e tocamos ela várias vezes nos shows e acho ela muito legal, é uma vibe diferente pra gente, muito bom.
Entrevistadora: O que vocês sempre fazem ou compram aqui? Alguns fãs de vocês sabem do que vocês gostam, tipo Ramen, Chicken Wings,
Jeff: Sim, claro, nós gostamos de todo tipo de comida Japonesa, sushi, gostamos de tudo, Tempura.
Chuck: Nós temos que comer muita comida que só tem aqui, é regra, toda vez que viemos pra cá. A moda aqui também é algo legal…
Jeff: Os sapatos, as camisas…
Chuck: Há coisas aqui que não encontramos em outros lugares, então sempre que temos um dia de folga a gente procura fazer isso, procurar por coisas novas e legais.
Jeff: Eu tenho sempre que comprar, na verdade, comprei na última vez que vim para cá, comprei uma Ball in a cup, comprei alguns e perdi então vou ter que comprar de novo, especialmente pra minha filha mais velha, então amanhã vai ser a primeira coisa que vou fazer.

Entrevistadora: Qual o show mais memorável? Não somente aqui, mas em qualquer lugar.
Pierre: O primeiro show no Japão, eu já falei isso mas, o primeiro show aqui foi a primeira vez que vimos a plateia realmente louca por nós e esse tipo de reação nunca tinha acontecido antes, então pra mim, isso foi muito marcante.
Jeff: Em qualquer uma das vezes que você toca em algum lugar, na sua cidade natal, é sempre um momento incrível, realmente compensador voltar pra casa e ter todo esse sucesso e amor, é um momento muito bonito.

Entrevistadora: Vocês podem dar alguma mensagem para os fãs do Japão?
Pierre: Olá, pessoal do Japão, aqui é o Simple Plan, nós gostamos muito de vocês, estamos vindo aqui desde 2002, quando começamos e vocês têm um lugar especial em nossos corações e vocês são alguns dos fãs mais incríveis que já conhecemos no muito inteiro, então muito obrigada pelo apoio de vocês, amamos vocês e vamos continuar voltando sempre, até enquanto o Simple Plan durar.

Este artigo não possui comentários

© 2005 - 2017 - Alguns direitos reservados | Desenvolvido por Kézily Correa