Seja bem-vindo ao Simple Plan Brasil! Nós somos um site brasileiro sobre o Simple Plan com objetivo de difundir notícias, vídeos e conteúdos da banda. Este site é feito de fãs para fãs, ainda sem vínculos com integrantes da banda, mas temos apoio da Warner Music Brasil [+]

TOKYO_NIGHT2.jpg
TOKYO_NIGHT1.jpg
NAGOYA.jpg
OSAKA.jpg
09.JPG
08.JPG

Últimas Imagens

Jornal australiano fala sobre #NPNHJBTour, pop punk e SP Foundation

O jornal australiano Newcastle Herald publicou, na manhã de hoje (25), uma reportagem onde fala sobre a atual turnê do Simple Plan, #NPNHJBTour, o estilo musical pop punk e a Simple Plan Foundation, fundação criada pela banda a fim de ajudar crianças e jovens do Canadá. A matéria ainda conta com trechos de uma entrevista com o guitarrista Jeff Stinco.
Confira a reportagem na íntegra e traduzida pela nossa equipe:

Simple Plan está fazendo um retorno às suas raízes
 
O guitarrista do Simple Plan, Jeff Stinco, inicialmente odiava a ideia de revisitar o álbum de estreia da banda pop-punk canadense, No Pads, No Helmets… Just Balls.

Foram 15 anos desde que o álbum gerou sucessos como I’m Just A Kid, Addicted e Perfect e impulsionou o quinteto de Montreal no palco global ao lado de seus contemporâneos Good Charlotte, Blink 182 e Sum 41.

Stinco não estava interessado em retornar a álbuns velhos. Então, depois de ver a reação dos fãs em uma mini-turnê de duas semanas para testar a ideia, ele se rendeu.

“É realmente sobre os sorrisos, o salto, as referências a 2002 que fazem esse show particular ser muito divertido”, disse Stinco.

No ano passado, o Simple Plan visitou o mundo tocando No Pads, No Helmets… Just Balls inteiro, que incluiu a performance de músicas como Meet You There and One Day pela primeira vez desde 2002. A Austrália terá sua vez em abril. 

O Simple Plan continuou a ser bem sucedido além de sua estreia, marcando seus maiores sucessos com as faixas Welcome To My Life (2004) e Summer Paradise (2011), mas a maioria dos fãs ainda classifica No Pads, No Helmets… Just Balls como sua maior conquista. 

“Eu acho que é porque é novo”, disse Stinco. “As pessoas adoram bandas novas, novas histórias. Essa energia é difícil de recriar depois”.

O início dos anos 2000 foi um momento fértil para o pop-punk, já que muitas das bandas desfrutaram de sucesso global.

“Isso teve a ver com as turnês, a Warped Tour foi bem naquela época e houve grandes músicas”, disse ele. “Muitas dessas bandas como Blink 182, Green Day, The Offspring, Good Charlotte estavam lançando músicas incríveis e fazendo turnês ao mesmo tempo.”

“Eles cresceram juntos e eventualmente criaram um cenário para esse gênero. É tempo, é difícil de compreender. Estávamos no meio disso e não conseguiríamos um alcance, mas era uma era legal.”

O punk é tipificado como jovem e rebelde. Os membros do Simple Plan estão todos na casa dos 30 anos, mas Stinco argumenta que a banda se tornou mais punk do que nunca com o trabalho de sua instituição de caridade, o que gera dinheiro para adolescentes que sofrem de abuso de drogas, pobreza, doenças e problemas de saúde mental.

“Quando você é mais novo, é um rebelde sem um tipo de causa”, ele disse. “Você é irritante, desagradável e você realmente não se importa com nada.”

“Então, ao crescer, você se torna mais consciente da sociedade, as questões em torno e torna-se mais político. Em nosso caso, em vez de levantar bandeiras e ser super-pregadores em nossas músicas, decidimos ser ativistas sociais.”

“Então, levamos dinheiro através de nossa fundação, estamos realmente ativos em nossa instituição de caridade e é assim que fazemos a diferença. Acho que isso é muito mais punk do que apenas usar cintos espinhosos e uma certa moda.”

Veja o Simple Plan no Wests NEXT, em 26 de abril.

Este artigo não possui comentários

© 2005 - 2017 - Alguns direitos reservados | Desenvolvido por Kézily Correa